quarta-feira, 8 de junho de 2016

São Bonifácio - 05 de Junho





São Bonifácio, monge beneditino

Soube proporcionar elo do Cristianismo nascente na Alemanha com Roma, assim como bem evangelizou os quatro cantos de sua região
Com alegria, celebramos vida de total entrega a Deus, deste santo que se tornou o “Apóstolo da Alemanha”. São Bonifácio nasceu em 675 e recebeu o nome de batismo de Winfrido e com o passar da vida, no seguimento ao Divino Mestre, tornou-se monge beneditino.
O coração de Bonifácio era sereno como o dos seus irmãos monges, porém, inquieto por causa do seu ardor missionário, sendo assim ao se apresentar ao Papa recebeu sua investidura de missionário, fato que mudou sua vida e seu nome de Winfrido para Bonifácio, em memória de um grande mártir. Ordenado Bispo, São Bonifácio soube proporcionar elo do Cristianismo nascente na Alemanha com Roma, assim como bem evangelizou os quatro cantos de sua região, através de muitos mosteiros e dioceses que nasceram por sua causa.
Docilidade e firmeza, timidez e coragem, oração e ação estavam presentes em sua pessoa e em seu fecundo apostolado, que não se resumiu na Alemanha, pois ao estabelecer sede episcopal, deixou tudo nas mãos de outro Bispo e foi evangelizar o Norte da Europa. Aconteceu que ao ir para Dokkin a convite para celebrar Crisma, São Bonifácio e outros cristãos foram atacados e mortos por pagãos, isso em 754.
São Bonifácio, rogai por nós!
http://santo.cancaonova.com/santo/sao-bonifacio-monge-beneditino/

São Bonifácio


São Bonifácio
672/673-754
A esse infatigável missionário inglês atribui-se o mérito de haver tornado possível, com a evangelização dos povos germânicos de além Reno, a organização política e social européia, concretizada pouco depois por Carlos Magno.
Vinfrido, que receberá o nome do mártir Bonifácio em 719, quando o papa Gregório II lhe confiar a missão entre as populações germânicas, nasceu em Crediton, no Devon. Aos cinco anos ingressou no mosteiro beneditino de Exter.
Ordenado sacerdote em Winchester, seguindo o exemplo dos monges ingleses e irlandeses, dirigiu-se ao continente impelido pelo desejo de levar o Evangelho às populações pagãs da Europa central. As circunstâncias não lhe foram favoráveis. Voltou dois anos depois, munido desta vez da aprovação e do mandato do papa, que lhe entregou uma carta de recomendação endereçada ao poderoso Carlos Martel, rei dos francos.
Bonifácio trabalhou por um par de anos ao lado de Vilibrordo, outro célebre missionário, visitando a Baviera, a Turíngia e a Frísia, e batizando milhares de pagãos. O papa Gregório II apreciou a obra do dinâmico missionário e o convocou a Roma, nomeando-o em 722 bispo de toda a Germânia transrenana. De 724 a 731, Bonifácio dedicou-se à evangelização da Saxônia, cujas populações eram inteiramente pagãs. Nessa difusão foi coadjuvado por missionários ingleses e irlandeses que ele deixava depois para continuar a obra nas várias missões.
Os sacerdotes adaptavam-se a fazer de tudo um pouco: professores, carpinteiros, enfermeiros. Alguns foram postos à frente de mosteiros fundados pelo santo bispo, agora arcebispo de Mogúncia, depois que o novo papa Gregório III lhe enviou de Roma o pálio com autoridade de ordenar outros bispos nos territórios evangelizados.
Em 753 elegeu seu fiel discípulo Lul para coadjutor na sede de Mogúncia, e partiu para a última missão na Frísia. Desceu com algumas embarcações ao longo do Reno e se dirigiu a Dokkum, onde se haviam reunido numerosos neófitos para a crisma no dia de Pentecostes. Durante a celebração de 5 de junho, uma turba de frisões, armados de espada, irrompeu no acampamento. Bonifácio tomou como escudo o evangeliário, mas um golpe de espada talhou em dois o livro e fendeu a cabeça do infatigável ancião. O bispo Lul transportou seu corpo para o mosteiro fundado pelo santo em Fulda, centro propulsor da espiritualidade e da cultura religiosa da Germânia.
FONTE: Paulinas em 2015

São Bonifácio

São Bonifácio nasceu por volta do ano 673 ou 680, no Wessex, no Kirton, na Inglaterra. Seu nome de batismo era Winfrid, e parece que pertencia a nobre família inglesa do Devonshire. Professou a regra monástica na abadia de Exeter e de Nurshig. Aos 20 anos de idade, já era mestre de ensino religioso e profano. Sua primeira tentativa de atingir a Frísia foi em vão por causa da hostilidade entre o duque alemão Radbod e Carlos Martelo. Resolveu então fazer uma peregrinação a Roma e rezar nos túmulos dos mártires e obter as bênçãos do papa. São Gregório II concordou com o impulso missionário e Winfrid retornou a Alemanha.Foi em sua parada na Turíngia e em seguida na Frísia que operou as primeiras conversões e em três anos, percorreu grande parte do território germânico.
Chamado a Roma, recebeu do Papa a consagração episcopal e o novo nome de Bonifácio. Em viagem de volta a Alemanha, num bosque de Hessen mandou derrubar um gigantesco carvalho ao qual as populações pagãs atribuíam poderes mágicos porque era considerado morada de um deus. Aquele gesto foi considerado verdadeiro desafio ao deus, e os pagãos se aglomeraram para assistirem à vingança do deus ofendido. São Bonifácio aproveitou para pregar o Evangelho. Aos pés da árvore derrubada edificou a primeira Igreja dedicada a São Pedro.
Restaurou e organizou a Igreja na Alemanha e é o fundador da célebre abadia de Fulda, centro propulsor da espiritualidade e cultura religiosa alemã. Presidiu a vários concílios, promulgou numerosas leis e tinha em Mogúncia a sua sede episcopal.
No dia 05 de junho de 754, havia marcado encontro com um grupo de catecúmenos em Dokkun. Era o dia de Pentecostes. No início da celebração de Missa os missionários foram assaltados por um grupo de frisões armados de espadas e um dos infiéis atingiu seu corpo e cortou-lhe a cabeça. Foi sepultado na abadia de Fulda.
São Bonifácio é chamado o Apóstolo da Alemanha.
São Bonifácio
NascimentoNo ano de 680
Local nascimentoInglaterra
OrdemDiocesana (Arcebispo)
Local vidaAlemanha
EspiritualidadeChamado o "Apóstolo de Alemanha" por haver evangelizado sistematicamente as grandes regiões principais, por haver fundado e organizado igrejas e haver promovido uma hierarquia sob a jurisdição direta da Santa Sé. Seus dons como missionário e reformador geraram importantes frutos. Winfrido (seu nome de batismo) trasladou-se ainda muito jovem ao mosteiro de Nursling, na diocese de Winchester, onde foi nomeado diretor da escola. Ali escreveu a primeira gramática latina (Inglaterra). Com a idade de 30 anos ordenou-se sacerdote e dedicou-se a teologia. Em 718 o Papa São Gregório II outorgou a Winfrido a ordem direta para levar a Palavra de Deus aos hereges em geral. O Santo partiu imediatamente com destino a Alemanha, cruzou os Alpes, atravessou Baviera e chegou em Hesse. Em pouco tempo, pode enviar à Santa Sé um informe tão satisfatório que o Papa passou a ver o missionário com atenções de lhe confiar o bispado. O dia de Santo André, ano 722, foi consagrado bispo regional com a jurisdição geral na Alemanha. Bonifácio regressou a Hesse e como primeira medida propôs arrancar as enraizada superstições pagãs, que eram o principal obstáculo para a evangelização. No ano 731, o Papa Gregório III, sucessor de Gregório II, nomeou a São Bonifácio como metropolitano para toda Alemanha, autoridade para criar bispados onde cresse conveniente. Em sua terceira viagem a Roma foi nomeado também delegado da Sede Apostólica. São Bonifácio e seu discípulo São Sturmi fundaram no ano de 741 o mosteiro de Fulda, que com o tempo converteu-se no Monte Cassino da Alemanha. Anos mais tarde, quando o Santo dispunha -se a realizar uma confirmação em massa, na véspera de Pentecostes, apareceu uma horda de pagãos hostis que atacou o grupo brutalmente e ele foi decapitado pelos pagãos. O corpo do Santo foi trasladado para o mosteiro de Fulda, onde ainda repousa e onde se reúne constantemente a Conferência dos Bispos alemães, em homenagem a ele.
Local morteFrísia
MorteNo ano 754, aos 74 anos de idade
Fonte informaçãoO Livro dos Santos
OraçãoDeus, nosso Pai, velai por todos aqueles que têm a missão de guiar o vosso povo santo e pecador, através das contradições de nosso tempo. Iluminai a mente e os corações de nossos pastores: papa, bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas, evangelizadores leigos, consagrados, todos os batizados indistintamente chamados a dar testemunho do Evangelho no meio em que vivem. E que sirvam para a nossa edificação as palavras de São Bonifácio: Não sejamos cães mudos, não sejamos sentinelas silenciosas, não sejamos mercenários que fogem do lobo, senão pastores solícitos que vigiam sobre o rebanho de Cristo, anunciando o desígnio de Deus aos grandes e pequenos, aos ricos e aos pobres, aos homens de toda condição e de toda idade, na medida em que Deus nos dê forças, a tempo e a desatempo, tal como o escreveu São Gregório no seu livro aos pastores da Igreja.
DevoçãoÀ extirpação das supertições do povo e à pregação do santo Evangelho
PadroeiroDos reformadores
Outros Santos do diaDorotéia (presb); Sancho, Florêncio, Julião, Ciríaco, Marcelino e Nicanor, Fautisno, Apolônio, Marciano, Zenaida, Círia, Valéria, Márcia, Cláudio, Adalaro, Lutérico (mártires); Eutíquio (bispo); Felix (monge), Fernando de Portugal (mártir).
FONTE: ASJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário